Estilo do site

  • Preto/Branco
  • Padrão

Current Style: Padrão

  • Increase
  • Decrease
  • Normal

Current Size: 110%

Bruno Simão Bartoli

É graduando em História pela Faculdade de Ciências e Letras de Assis - UNESP. Participou do Programa de Formação na Área de Acervos pelo CEDAP (FCLASSIS/UNESP) e atualmente é bolsista no Programa Jovem Pesquisador – FAPESP, no CEDAP, com o projeto Jornais franceses no Brasil: Mediadores Culturais Relatórios Alfandegários, Relatórios de Bibliotecários e Anais de Biblioteca. Fora do meio acadêmico, é um aficionado por Graphic Novels e história em quadrinhos, além de um aspirante a colecionador de LPs e videogames antigos.

 
Foi estudante de Iniciação Científica com bolsa FAPESP
Programa Jovem Pesquisador FAPESP
Projeto Finalizado em 30/04/2013
 
CEDAP - FCLASSIS/UNESP 
Jornais franceses no Brasil: Mediadores Culturais Relatórios Alfandegários, Relatórios de Bibliotecários e Anais de Biblioteca.
 
Graduando em História (Unesp / FCL - Assis)
CV Plataforma Lattes: http://lattes.cnpq.br/0901790852791132

 

Endereço para correspondência

CEDAP - Centro de Documentação de Apoio à Pesquisa 
FCL - UNESP, Campus de Assis 
Avenida Dom Antonio, 2100 
CEP 19806-900 Assis - São Paulo 
(18) 3302-5800 
 

 

Metodologia da Pesquisa
 
O estudante de Iniciação Científica (IC) Bruno Bartoli encontrava-se no 3o ano do curso de História durante a vigência desta bolsa. Ele possuía alguma experiência em pesquisa em acervo. Foram reforçados os procedimentos básicos de coleta de fontes primárias em meios físicos e digitais, bem como foi ensinada a forma de catalogação dos mesmos no Banco de Dados desenvolvido especialmente para o projeto Jovem Pesquisador.
 
Os projetos desenvolvidos pelos estudantes de IC são de autoria da orientadora, profa. dra. Valéria Guimarães.
Os alunos foram orientados passo a passo em todas as fases da pesquisa em acervos e suportes, cuja escolha foi de responsabilidade da orientadora.

Os trabalhos foram feitos, na primeira fase, no próprio CEDAP-UNESP, para não atrapalhar o ano letivo. Foram pesquisados os jornais Gazeta de Notícias por Caio Russo e O Estado de S. Paulo por Bruno Bartoli, seguindo uma metodologia quinquenal e sempre com o objetivo de encontrar pistas sobre a circulação de jornais franceses no Brasil. Trabalharam com fontes microfilmadas e digitalizadas.

A segunda fase da pesquisa foi feita no Rio de Janeiro, em julho de 2012. Foram visitados os acervos: Real Gabinete Português de Leitura [RGPL], Arquivo Nacional do Rio de Janeiro [ANRJ], Fundação Biblioteca Nacional [FBN], Academia Brasileira de Letras [ABL], Biblioteca da Marinha [BM] e Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro do Rio de Janeiro [IHGB].

A orientadora foi antes para Rio de Janeiro, fez a visita e o levantamento nos acervos e a primeira fase da pesquisa. O que não foi possível finalizar, foi agendado para que eles dessem continuidade. Foi feita uma reunião presencial no Rio de Janeiro, quando os alunos chegaram. Após o retorno da orientadora para São Paulo, os alunos continuaram a pesquisa. Ao fim de cada dia foram feitas reuniões por videoconferência (skype) para discutir resultados obtidos e decidir as próximas etapas. Foi o caso da Biblioteca da Marinha, cuja visita não estava prevista e cujo catálogo foi descoberto através da pesquisa em uma fonte do jornal A Gazeta de Notícias.

A terceira fase da pesquisa foi realizada em São Paulo, em janeiro de 2013. Foram visitados os acervos da Biblioteca Mário de Andrade, da Biblioteca da Faculdade de Direito e do Arquivo Público de São Paulo. A orientadora foi pessoalmente com os alunos aos acervos físicos de São Paulo para o levantamento de fontes. Foram digitalizados importantes documentos, como os catálogos antigos da Biblioteca Pública de São Paulo dos anos 20 e 30, localizados pela orientadora com ajuda do bibliotecário William Okubo. Para a digitalização, contamos com o apoio da equipe da Biblioteca Digital da UNESP, especialmente da profa. Tania de Luca e da bibliotecária Margareth Antunes. 

As atividades descritas também cumpriram, assim, função didática, na medida em que foram frequentados diferentes acervos e realizada pesquisa de vários tipos de fontes, extrapolando o escopo do projeto original de cada estudante de IC. A realidade de pesquisa em alguns dos locais visitados na segunda etapa, no Rio de Janeiro, foi bem diversa daquela encontrada em acervos como o CEDAP ou no recém-reformado Arquivo Público do Estado de São Paulo, visitado na terceira fase, o que suscitou a comparação tanto das instalações, quanto das tecnologias disponíveis. Ao mesmo tempo, apesar de cada projeto prever o trabalho com um tipo de fonte específica, todos trabalharam vários tipos de fontes primárias, de jornais a catálogos, de anais a relatórios.

Todos os dados pesquisados foram sendo lançados no BD-PJF (Banco de Dados - Projeto Jornais Franceses) até que este trabalho foi interrompido para que recomeçasse no atual Bando de Dados, BD-JFB (Bando de Dados - Jornais Franceses no Brasil), tendo sido revisados pelos alunos que os sucederam devido aos erros de catalogação.

Os alunos dedicaram-se às atividades desenvolvidas no quadro do Programa Jovem Pesquisador FAPESP (reuniões, aulas, cursos com a professora visitante Diana Cooper-Richet etc.) e elaboraram um relatório com reflexão teórica sobre história cultural e história da leitura, além da descrição das atividades individuais como a pesquisa em fontes primárias.