Estilo do site

  • Preto/Branco
  • Padrão

Current Style: Padrão

  • Increase
  • Decrease
  • Normal

Current Size: 110%

Caio Vinicius Russo Nogueira

É graduando em História pela Faculdade de Ciências e Letras de Assis – UNESP. Foi bolsista do Programa Jovem Pesquisador – FAPESP, no CEDAP, com o projeto Jornais Franceses no Brasil: Mediadores Culturais nos Catálogos de Bibliotecas, Livrarias, Gabinetes de Leitura. Estudou música no Centro Cultural Tom Jobim em Ourinhos, participando da OSIMO (Orquestra Sinfônica Municipal de Ourinhos) como violoncelista. Entusiasta da Música Erudita, tem grande interesse pela Nova Música do século XX. Também é escritor amador de poemas, crônicas e contos nas horas vagas.

 

Foi estudante de Iniciação Científica com bolsa FAPESP
Programa Jovem Pesquisador FAPESP
Projeto Finalizado em 31/03/2013
 
 
CEDAP - FCLASSIS/UNESP 
Jornais franceses no Brasil: Mediadores Culturais nos Catálogos de Bibliotecas, Livrarias, Gabinetes de Leitura.
 
 
Graduando em História (Unesp / FCL - Assis)
 

Endereço para correspondência

CEDAP - Centro de Documentação de Apoio à Pesquisa 
FCL - UNESP, Campus de Assis 
Avenida Dom Antonio, 2100 
CEP 19806-900 Assis - São Paulo 
(18) 3302-5800 
 
Metodologia da Pesquisa
 
O estudante de Iniciação Científica (IC) Caio Russo encontrava-se no 2o ano do curso de História durante a vigência desta bolsa. Ele não possuía experiência em pesquisa em acervo. Foram ensinados os procedimentos básicos de coleta de fontes primárias em meios físicos e digitais, bem como a catalogação dos mesmos no Banco de Dados desenvolvido especialmente para o projeto Jovem Pesquisador.
 
Os projetos desenvolvidos pelos estudantes de IC são de autoria da orientadora, profa. dra. Valéria Guimarães.
Os alunos foram orientados passo a passo em todas as fases da pesquisa em acervos e suportes, cuja escolha foi de responsabilidade da orientadora.

Os trabalhos foram feitos, na primeira fase, no próprio CEDAP-UNESP, para não atrapalhar o ano letivo. Foram pesquisados os jornais Gazeta de Notícias por Caio Russo e O Estado de S. Paulo por Bruno Bartoli, seguindo uma metodologia quinquenal e sempre com o objetivo de encontrar pistas sobre a circulação de jornais franceses no Brasil. Trabalharam com fontes microfilmadas e digitalizadas.

A segunda fase da pesquisa foi feita no Rio de Janeiro, em julho de 2012. Foram visitados os acervos: Real Gabinete Português de Leitura [RGPL], Arquivo Nacional do Rio de Janeiro [ANRJ], Fundação Biblioteca Nacional [FBN], Academia Brasileira de Letras [ABL], Biblioteca da Marinha [BM] e Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro do Rio de Janeiro [IHGB].

A orientadora foi antes para Rio de Janeiro, fez a visita e o levantamento nos acervos e a primeira fase da pesquisa. O que não foi possível finalizar, foi agendado para que eles dessem continuidade. Foi feita uma reunião presencial no Rio de Janeiro, quando os alunos chegaram. Após o retorno da orientadora para São Paulo, os alunos continuaram a pesquisa. Ao fim de cada dia foram feitas reuniões por videoconferência (skype) para discutir resultados obtidos e decidir as próximas etapas. Foi o caso da Biblioteca da Marinha, cuja visita não estava prevista e cujo catálogo foi descoberto através da pesquisa em uma fonte do jornal A Gazeta de Notícias.

A terceira fase da pesquisa foi realizada em São Paulo, em janeiro de 2013. Foram visitados os acervos da Biblioteca Mário de Andrade, da Biblioteca da Faculdade de Direito e do Arquivo Público de São Paulo. A orientadora foi pessoalmente com os alunos aos acervos físicos de São Paulo para o levantamento de fontes. Foram digitalizados importantes documentos, como os catálogos antigos da Biblioteca Pública de São Paulo dos anos 20 e 30, localizados pela orientadora com ajuda do bibliotecário William Okubo. Para a digitalização, contamos com o apoio da equipe da Biblioteca Digital da UNESP, especialmente da profa. Tania de Luca e da bibliotecária Margareth Antunes. 

As atividades descritas também cumpriram, assim, função didática, na medida em que foram frequentados diferentes acervos e realizada pesquisa de vários tipos de fontes, extrapolando o escopo do projeto original de cada estudante de IC. A realidade de pesquisa em alguns dos locais visitados na segunda etapa, no Rio de Janeiro, foi bem diversa daquela encontrada em acervos como o CEDAP ou no recém-reformado Arquivo Público do Estado de São Paulo, visitado na terceira fase, o que suscitou a comparação tanto das instalações, quanto das tecnologias disponíveis. Ao mesmo tempo, apesar de cada projeto prever o trabalho com um tipo de fonte específica, todos trabalharam vários tipos de fontes primárias, de jornais a catálogos, de anais a relatórios.

Todos os dados pesquisados foram sendo lançados no BD-PJF (Banco de Dados - Projeto Jornais Franceses) até que este trabalho foi interrompido para que recomeçasse no atual Bando de Dados, BD-JFB (Bando de Dados - Jornais Franceses no Brasil), tendo sido revisados pelos alunos que os sucederam devido aos erros de catalogação.

Os alunos dedicaram-se às atividades desenvolvidas no quadro do Programa Jovem Pesquisador FAPESP (reuniões, aulas, cursos com a professora visitante Diana Cooper-Richet etc.) e elaboraram um relatório com reflexão teórica sobre história cultural e história da leitura, além da descrição das atividades individuais como a pesquisa em fontes primárias.